jusbrasil.com.br
5 de Dezembro de 2021

Advogados autônomos passam por uma crise sem precedentes.

Sergio Furquim, Advogado
Publicado por Sergio Furquim
ano passado

PARA AS GRANDES BANCAS DE ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA NÃO HÁ CRISE.

Em relação à paralisação da justiça comum onde os prazos continuam suspensos.

Não podemos ter acesso aos autos físicos que na maioria das comarcas ainda são mais de 90%.

Nossos clientes não entendem o porquê da paralisação e dos prazos suspensos e acabam desconfiando do advogado devido seu pedido estar sem analisar e sem decisão.

Há casos que o cliente são idosos e estão aguardando o envio do RPV para o TRF para poder liberar os valores devido ganho de causa. Mas desde fevereiro com a suspensão dos prazos estes processos estão descansando até quando ninguém sabe e as partes estão agoniadas por não saber quando irão receber seus valores.

6 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Sou autônomo e fiquei com medo dessa crise, mas graças a Deus não me abalou consegui aumentar meus ganhos. Só que 90% dos meus processos são eletrônicos, um advogado com vários processos físicos realmente vai complicar a situação. Mas se a situação apertar é só pedir os 100,00 reais que o nosso digníssimo órgão de classe esta dando. kkkkkkkk continuar lendo

Os processos eletrônicos estão andando como nunca antes... continuar lendo

Este é o problema, coisas simples e o poder judiciário torna complexo como se não bastasse esse tempo morto do processo q não termina nunca. continuar lendo

O problema é que o vírus só se faz presente em ambiente de trabalho.

Em locais de lazer se anda sem mascara e quando multado amassa o documento e atira no rosto do guarda e acha isso bonito. continuar lendo

Sou advogada e figuro como parte numa recalamatoria trabalhista , que tramita em Petropolis/'RJ, o processo é físico, contudo a fase de conhecimento ja foi digitalizada integralmente quando foi remetido ao TST para apreciar AIRR. Iniciada a liquidação,não migraram para PJe. Hoje o processo está parado, sendo certo que já apresentei cálculos, INSS se manifestou e as reclamadas ficaram silentes. Considerando que a condenação supera o valor dos depósitos recursais, seria o momento de levanta_los.
Embora meus advogados tenham peticionado nesse sentido, com a paralização das atividades, estou há mais de 5 meses rezando para que O TRT1 retome o expediente, mesmo q em regime especial, para que meus advogados possam ter acesso aos autos e tirar e copia da fase de liquidação para que sejam utilizadas para agilizar a migração e assim eu poder levantar os valores.
Estou passando por dificuldades reais financeiras, haja vista que sou audiêncista , sem contar que estamos diante de verba alimentar!
Muitas vezes ja me questionei quanto a possibilidade do trt1 abrir para atendimento no balcão , em regime de plantão para atender somente advogados.
Seria uma solução viável.
Afff... Só um desabafo mesmo, já
Entrei em contato com tst, corregedoria, tst, CNJ
Já nao sei o q fazer...
. continuar lendo

Dra, sua situação é lamentável, contudo, enquanto o órgão de classe estiver submetido à política, os advogados penarão. continuar lendo